Acesso ao principal conteúdo
Médio Oriente

Jerusalém, a eterna divisão

Vista de Jérusalem
Vista de Jérusalem ©EUTERS/Ronen Zvulun

Para o Presidente da Autoridade Nacional Palestiniana Jerusalém é “a eterna capital do estado da Palestina”. Por outro lado, o primeiro-ministro israelita saúda a “corajosa resolução” do Presidente norte-americano.

Publicidade

Donald Trump reconheceu, esta quarta-feira, Jerusalém como capital de Israel. O Presidente norte-americano anunciou a mudança da embaixada de Telavive para a cidade santa.

Imediatamente depois da decisão americana, as reacções de israelitas e palestinianos.

O Presidente da Autoridade Nacional Palestiniana reiterou que Jerusalém é “a eterna capital do estado da Palestina”. Mahmoud Abbas sublinhou que “Com estas decisões deploráveis que denunciamos, os Estados Unidos minam deliberadamente todos os esforços de paz e abdicam assim do papel de mediadores para a paz”.

Por outro lado, o primeiro-ministro israelita saúda a “corajosa resolução” do Presidente norte-americano: “Presidente Trump obrigada por esta decisão corajosa de reconhecer Jerusalém como capital do país. Os judeus e o estado judeus ficar-lhe-ão gratos para sempre”

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.