Acesso ao principal conteúdo
Estados Unidos

Aquecimento à guerra comercial entre Washington e Bruxelas?

Comissárias europeia do comércio, Cecilia Malmström, em Bruxelas a de 7 março de 2018 sobre lista de produtos americanos que poderão ser taxados
Comissárias europeia do comércio, Cecilia Malmström, em Bruxelas a de 7 março de 2018 sobre lista de produtos americanos que poderão ser taxados REUTERS/Eric Vidal

Ainda está-se na fase de aquecimento antes da anunciada guerra comercial entre os Estados Unidos e a União europeia, a propósito do aumento de taxas sobre o alumínio e o aço, importados pelos americanos, sobretudo do Canadá, Brasil ou México. Na Europa, apenas a Alemanha exporta uma pequena percentagem de aço para os Estados unidos, mas mesmo assim, a comissão europeia quer retaliar.

Publicidade

Continuam as gesticulações da União europeia, desde que Trump anunciou aumentos de tarifas alfandegárias para o alumínio e o aço. A Europa, continua a reagir e já arquitectou toda uma lista de produtos americanos que terão que pagar taxas, como medida de represália.

Mas a União europeia vai dizendo que só entra em acção se Trump aplicar a nova política fiscal.

Para já a União europeia já fez uma lista de dezenas de produtos de aço, industriais e agrícolas, nomeadamente, o tabaco, o whisky burbom ou as calças jeans.

O documento da comissão europeia visa produtos fabricados em território americano e não aqueles vendidos por marcas americanas que podem ser fabricados em todo o mundo nomeadamente na China.

Estas medidas europeias visam arrecadar cerca de 2 mil e 800 milhÕs de euros depois das taxas sobre os produtos americanos.

Do outro lado do Atlântico, o presidente americano, Donald Trump, que recebia o primeiro ministro sueco, replicou imediatamente, na TV e no Twitter, dizendo:

“Os europeus fazem tudo para tornar quase impossível que façamos negócios com eles e são eles que nos enviam os seus carros e todo o resto aos Estados Unidos.

"Eles podem fazer o que quiserem mas se o fizerem vamos sobrecarregar  com uma taxa de 25% os seus carros, e no fim, vão ver que não continuarão muito tempo.

"A União europeia não nos tratou muito bem e estamos numa guerra comercial demasiada injusta. Fomos maltratatos durante vários anos, mas isto já não vai continuar muito tempo”, sublinhou o presidente Trump.

A ver vamos…

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.