Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Síria, a extraordinária capacidade de Damasco

Áudio 07:47
Soldados russos e sírios junto ao posto de controlo de Wafideen, Damasco.
Soldados russos e sírios junto ao posto de controlo de Wafideen, Damasco. REUTERS/Omar Sanadiki

Foi lançado o novo relatório da Comissão de Inquérito da ONU sobre a Síria. Segundo o documento, um avião russo realizou o ataque aéreo de 13 de Novembro na cidade de em Atareb, junto à cidade de Alepo, numa das chamadas “zonas de desanuviamento”. 84 pessoas morreram e cerca de 150 ficaram feridas.Esta é a primeira vez que as Nações Unidas atribuem directamente à Rússia responsabilidade pela morte de civis na Síria.Esta quarta-feira, uma reunião de urgência do Conselho de Segurança para discutir a situação na Síria, a pedido do Reino Unido e de França, "devido à deterioração da situação no terreno e a falta de aplicação" da trégua humanitária.De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, desde 2011, que o conflito na Síria provocou, mais de 350 mil mortos, incluindo mais de 100 mil civis, e milhões de deslocados e refugiados.Confira aqui a análise de António Dias farinha, especialista no mundo árabe.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.