Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Puigdemont detido na fronteira da Dinamarca com a Alemanha

O antigo líder catalão, Carles Puigdemont, reunido com membros do Parlamento catalão em Bruxelas, 5 de Fevereiro 2018.
O antigo líder catalão, Carles Puigdemont, reunido com membros do Parlamento catalão em Bruxelas, 5 de Fevereiro 2018. REUTERS/Yves Herman

O antigo líder do governo catalão viajava de carro da Finlândia para a Bélgica e foi interceptado na fronteira entre a Dinamarca e a Alemanha.

Publicidade

Carles Puigdemont foi detido pela polícia alemã este domingo junto da fronteira com a Dinamarca, quando viajava de carro para a Bélgica.

A notícia foi avançada pelo advogado do antigo líder do Governo catalão e foi confirmada por um porta-voz da polícia alemã.

O antigo líder da Catalunha enfrenta uma possível pena de 25 anos de prisão em Espanha, por acusações de rebelião e sedição no âmbito da organização do referendo sobre a independência da Catalunha. Referendo que acabou por culminar numa declaração unilateral de independência da região da Catalunha em Outubro de 2017.

A detenção acontece numa altura em que foi reactivado o mandado de detenção europeu de Carles Puigdemont, que tem vivido no exílio em Bruxelas desde que foi acusado pela justiça espanhola, após a declaração de independência da Catalunha.

Puigdemont viajou este fim-de-semana para a Finlândia para estabelecer contactos com deputados finlandeses e dar uma conferência na Universidade de Helsínquia.

De acordo com as autoridades finlandesas, todos os portos e aeroportos do país estiveram sob vigilância ontem e Puigdemont foi procurado, durante todo o dia, para cumprimento do mandado de detenção, assinado pelo juiz do Supremo Tribunal espanhol Pablo Llarena.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.