Acesso ao principal conteúdo
Economias

Facebook e “as fortunas” dos dados pessoais

Áudio 06:11
Imagem de arquivo.
Imagem de arquivo. NORBERTO DUARTE / AFP

A revelação de que a empresa britânica Cambridge Analytica acedeu aos perfis de 87 milhões de utilizadores do Facebook, para alegadamente influenciar as eleições norte-americanas, voltou a lançar o debate sobre o valor dos dados pessoais. Há quem lhes chame o petróleo do século XXI, e Pedro Vaz, empresário na ramo da informática, fala em “fortunas” e alerta para os riscos.  

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.