Acesso ao principal conteúdo
Cuba

Cuba: Raúl Castro escolhe sucessor

Aos 86 anos, Raul castro prepara-se para ceder o poder de Cuba.
Aos 86 anos, Raul castro prepara-se para ceder o poder de Cuba. REUTERS/Carlos Garcia Rawlins

A Assembleia Nacional cubana reúne-se esta quarta e quinta-feira para designar o novo Presidente, abrindo assim uma nova via para a transição histórica após 60 anos de poder exclusivo dos irmãos Castro.

Publicidade

Nenhum programa oficial foi comunicado sobre o desenrolar dos trabalhos que acontecem à porta fechada, mas a nova Assembleia deve começar por inaugurar a nova legislatura e eleger os novos quadros.

De seguida terá lugar a eleição dos 605 deputados e dos 31 membros do Conselho de Estado, simultaneamente do presidente desde órgão executivo supremo, este que deve suceder a Raúl Castro.

Se a Assembleia avançar rapidamente, este voto poderá ter lugar mesmo esta quarta-feira, porém identidade do novo chefe de executivo não será revelada antes de quinta-feira.

Fixada há já vários meses, esta data de 19 de Abril corresponde ao quinquagésimo aniversário da vitória na Baia dos Porcos face às tropas anti-castristas apoiadas por Washington em 1961.

Desde a revolução de 1959, Cuba não conheceu uma verdadeira transição política. Foi em 2006 que Fidel Castro, na altura doente, passou o testemunho ao irmão mais novo, depois de mais de 40 anos sem partilhar o poder.

Em 2016 é anunciada a morte de Fidel Castro e hoje é a vez de Raúl Castro, aos 86 anos ceder o lugar a uma nova geração que deve sem surpresa eleger o primeiro vice-presidente, Miguel Diaz-Canel, um civil de 57 anos.

Miguel Diaz-Canel chegou ao governo em 2009 e quatro anos depois torna-se no número dois do regime. Se for eleito, este engenheiro eletrónico, nascido depois da revolução, deverá seguir a política de Raúl Castro que perconiza a indispensável “actualização” do modelo económica da ilha. Mudanças que serão acompanhadas de perto por Raúl Castro que vai manter-se na liderança do partido comunista até 2021.

A população prefere esperar para ver e tem expectativas moderadas sobre a chegada de Miguel Díaz-Canel.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.