Acesso ao principal conteúdo
Turquia

Turquia:Erdogan antecipa eleições

Recep Tayyip Erdogan, Presidente da Turquia.
Recep Tayyip Erdogan, Presidente da Turquia. REUTERS

O Presidente da Turquia anunciou a antecipação das eleições legislativas e presidenciais para 24 de junho. Recep Tayyip Erdogan diz que a situação na Síria tornou urgente dar ao cargo que ocupa um carácter mais executivo.

Publicidade

Ao convocar as eleições antecipadas, Recep Tayyip Erdogan pretende confirmar as transformações ditadas pela vitória no referendo constitucional. Nestas eleições, simultâneas, para Presidente e Parlamento, o posto de primeiro-ministro deverá ser abolido e os poderes deverão ser transferidos para o chefe de Estado.

Erdogan quer ainda capitalizar os sucessos militares na Síria depois das tropas turcas terem reconquistado, em Março, o enclave sírio de Afrine. Contudo as dificuldades económicas e os receios de uma deriva autoritária podem tornar esta decisão arriscada, avançam alguns analistas.

A oposição diz-se preparada

A decisão de marcar eleições antecipadas apanhou de surpresa os partidos de oposição, contudo estes dizem-se preparados para o desafio. Kemal Kiliçdaroglu, chefe do principal partido de oposição CHP, afirmou que o partido vai ganhar as eleições e o co-presidente do HDP, Pervin Buldan, prometeu repetir a surpresa que o partido causou durante as eleições legislativas de 2015.

Esta alteração pode pôr em causa a participação do novo partido IYI, de Meral Aksener. O anúncio do presidente turco aconteceu depois de um encontro com Devlet Bahceli, líder do Partido de Ação Nacionalista e um dos principais apoiantes de Erdogan.

A decisão de antecipar as eleições acontece depois do Presidente ter decidido pela sétima vez prolongar o estado de emergência no país.

As eleições legislativas e presidenciais estavam previstas apenas para Novembro de 2019.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.