Acesso ao principal conteúdo
Audiovisual público

França : Reforma do audiovisual público foi anunciada

A Ministra da Cultura, Françoise Nyssen, na RFI, a 21 de Março de 2018.
A Ministra da Cultura, Françoise Nyssen, na RFI, a 21 de Março de 2018. RFI

A Ministra francesa da Cultura, Françoise Nyssen, lançou esta manhã a reforma do Audiovisual público com o anúncio das principais reformas que serão implementadas muito brevemente. Uma mudança que visa realizar economias, reorganizar e modernizar as Rádios e Televisões públicas, e obter mais visibilidade internacional.

Publicidade

Françoise Nyssen revelou as principais medidas em relação ao audiovisual público francês, sem desvendar todos os segredos. Mas uma coisa é certa: «Vão ser desenvolvidas sinergias entre sociedades, para permitir o desenvolvimento e a inovação do audiovisual público, obter melhores resultados e mais visibilidade.” afirmou a Ministra da Cultura.   

As mudanças  concernem o INA ( Instituto Nacional do Audiovisual), a TV 5, France Media Monde (formada por RFI, Radio Monte Carlo Doualiya, e a televisão France 24), as cadeias de televisão de France Télévisions ( France 2, France 3,  France 4 e France Ô) e o canal televisivo Arte.

As programações vão sofrer grande modificações, certas emissões desaparecerão, haverá transversalidade de competências  entre elas, e a tecnologia digital substituirá algumas emissões actualmente com difusão hertziana.

No entanto, o calendário legislativo  da reforma do audiovisual francês foi relegado para o ano de 2019, com as futuras « leis da reforma da governância » e o financiamento, que passará pela modificação da taxa da televisão. "Concentrámo-nos na transformação da oferta, porque é o que que diz respeito ao público jovem, hoje em dia", resumiu a Ministra.

Quanto ao canal televisivo France Ô, a Ministra da Cultura afirmaria : «Será preciso interrogar os nossos compatriotas e os seus eleitos locais para podermos  determinar qual o futuro de France Ô : Continuação no canal hertziano, ou o reforço das ofertas digitais”.

A ministra da Cultura não revelou um segredo bem guardado, e a dúvida persiste quanto a saber se os 'media' do serviço público ficarão debaixo da alçada duma  presidência única.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.