Acesso ao principal conteúdo
EUA/Rússia

Trump e Putin reforçam cooperação

Trump e Putin reforçam cooperação
Trump e Putin reforçam cooperação REUTERS/Leonhard Foeger

Donald Trump e Vladimir Putin fizeram hoje um balanço positivo da cimeira de Helsínquia. Os dois dirigentes destacaram a cooperação entre dos serviços secretos russos e americanos, nomeadamente no domínio da cibercriminalidade.

Publicidade

Em conferência de imprensa conjunta o Presidente norte-americano disse que a relação entre os Estados Unidos e a Rússia “mudou” no final do encontro bilateral.

O Presidente norte-americano, Donald Trump, mostrou-se satisfeito com o diálogo “aberto e directo” com o homólogo russo Vladimir Putin, durante a cimeira histórica em Helsínquia.

Termino agora uma reunião com o Presidente Putin sobre uma série de questões críticas para os nossos dois países. Nós tivemos um diálogo directo, aberto e muito produtivo”, declarou Donald Trump.

O homólogo russo reconheceu as dificuldades de relacionamento com Washington, mas sublinhou que não existem motivos para essas dificuldades, uma vez que a guerra fria “acabou”. Vladimir Putin congratulou-se ainda com a cooperação entre os serviços russos e americanos, nomeadamente no domínio da cibercriminalidade.

“Nós defendemos a continuação da nossa cooperação na luta contra o terrorismo e no domínio da cibercriminalidade. Os nossos serviços especiais trabalham com muito sucesso”, sublinhou Vladimir Putin.

Ambos os líderes consideraram que o encontro de hoje foi “um primeiro passo” no início de um longo processo para a resolução dos problemas na relação entre os dois países.

O presidente Vladimir Putin afirmava-se esperançoso na melhoria das relações com os Estados Unidos.

"É óbvio para todos que as nossas relações bilaterais atravessam um período difícil, sem que haja razões objectivas para essa tensão. Há muito tempo que a Guerra fria terminou ! Em resumo estamos contentes do nosso primeiro encontro. Falámos bastante com o presidente Trump e espero que tenhamos começado a perceber-nos melhor, agradeço por isso a Donald.

Claro que subsistem muitos problemas, era impossível resolver tudo num único encontro, mas considero que fizemos um passo importante nessa direcção."

Por seu lado o chefe de Estado norte-americano, Donald Trump, afirmou também o seu empenho em melhorar as relações com a Rússia.

"A nossa relação nunca foi tão má como agora ! Ainda assim tal veio a mudar há cerca de quatro horas. Acredito mesmo nisso.

Um diálogo construtivo entre os Estados Unidos e a Rússia abrem a perspectiva de novas vias para a paz e a estabilidade para o nosso mundo."

Putin e Trump satisfeitos após a cimeira de Helsínquia.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.