Acesso ao principal conteúdo
Comores

Tentativa de golpe de Estado nas Comores ?

O Presidente das Comores, Azali Assoumani, no dia do referendo, a 30 de Julho de 2018, em Moroni.
O Presidente das Comores, Azali Assoumani, no dia do referendo, a 30 de Julho de 2018, em Moroni. TONY KARUMBA / AFP

O Procurador - Geral da República das Comores, Mohamed Abdoua, acusou ontem,Terça feira,oito pessoas de estarem a preparar um acto terrorista. Essas pessoas tinham sido detidas na semana passada, durante várias rusgas levadas a efeito pelas autoridades comorianas, depois do referendo constitucional de 30 de Julho.

Publicidade

Três dos oito indivíduos detidos na semana passada foram postos em libertade, ainda durante o dia de ontem, mas os outros cinco continuam detidos. Entre eles, o escritor Said Ahmed Said Tourqui, e Bahassane Said Ahmed, irmão do antigo Vice - Presidente, Djaffar Said Ahmed.

O Procurador Geral da República das Comores sublinhou que respeita a presunção de inocência, mas que tem provas de que algo de grave se preprarava. Segundo informou, as rusgas efectuadas permitiram encontrar munições, computadores, grandes quantias de dinheiro, e vários planos. E avançou tque decorria igualmente um recrutamento nos meios militares. 

Várias personalidades eram visadas por aquela tentativa de acto terrorista :  O Ministro do Interior, o Ministro das Finanças, e o Chefe do Estado Maior, entre outros.

O inquérito determinará se havia ou não uma tentativa de acto terrorista, ou de golpe de Estado, mas cabe aqui referir que muitas outras pessoas foram igualmente detidas nas últimas semanas, e que na semana passada, o Suprmeo Tribunal validou a vitória do SIM no referendo, com 92,43% dos sufrágos. O resultado do voto permite agora ao Presidente Azali Assoumani candidatar - se a dois mandatos consecutivos, a supressão de três postos de vice - Presidente, e a dissolução do Tribunal Constitucional.
   

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.