Acesso ao principal conteúdo
ESTADOS UNIDOS

EUA: Trump acusado por antigo advogado

Michael Cohen, antigo advogado de Donald Trump, sai do tribunal em Manhattan, Nova Iorque, a 21 de Agosto de 2018.
Michael Cohen, antigo advogado de Donald Trump, sai do tribunal em Manhattan, Nova Iorque, a 21 de Agosto de 2018. REUTERS/Brendan McDermid

Nos Estados Unidos Michael Cohen declarou-se culpado de oito crimes de que era acusado, incluindo fraude fiscal, bancária e financiamento ilegal de campanha eleitoral. O antigo advogado do presidente Donald Trump afirmou ter violado a lei a pedido do presidente.

Publicidade

Lanney Davis, advogado de Michael Cohen, realçou o facto de o seu cliente estar apostado em dizer a verdade.

"Quando ele pediu a minha ajuda foi para dizer a verdade. Dizer a verdade acerca de Donald Trump.

Vocês puderam vê-lo no tribunal, ele não só envolveu o presidente: ele sob juramento garantiu que Donald Trump lhe tinha pedido directamente para cometer um crime, o que torna Donald Trump tão culpado como o meu cliente, o senhor Cohen, de ter cometido este crime.

Michael Cohen está determinado em dizer a verdade e só a verdade. Se ele for interrogado por qualquer autoridade, incluindo uma comissão parlamentar ou quem quer que seja em Washington investigando o Presidente Trump ele dirá a verdade. Disso estou eu convicto."

Michael Cohen foi advogado pessoal do chefe de Estado norte-americano durante mais de uma década.

Ele acabou por se declarar culpado de oito acusações e acabou por reconhecer perante a justiça ter pago duas mulheres que afirmavam ter tido um caso com Donald Trump.

Cohen teria pago essas mulheres a pedido de Trump com vista a influenciar as eleições presidenciais de 2016.

Uma acusação que deixa a entender que o próprio presidente americano infringiu a lei.

O Procurador de Nova Iorque, Robert Khuzami, denunciou "indiciamentos muito sérios que reflectem uma tendência para a mentira e a desonestidade durante um período longo. O senhor Cohen renegou a sua formação de advogado e decidiu colocar-se acima das leis."

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.