Acesso ao principal conteúdo
UNIÃO EUROPEIA/REINO UNIDO

Irlanda do Norte complica negociações do Brexit

Theresa May, primeira-ministra britânica, aquando de um discurso em Belfast, Irlanda do Norte a 20 de Julho de2018.
Theresa May, primeira-ministra britânica, aquando de um discurso em Belfast, Irlanda do Norte a 20 de Julho de2018. ©Charles McQuillan/Reuters

Em Salzburgo, na Áustria, os dirigentes europeus debatem hoje e amanhã o futuro da União Europeia após a saída em Março do próximo ano do Reino Unido. Um dos pomos de discórdia entre Londres e Bruxelas prende-se com a possível fronteira entre a República da Irlanda e a província britânica da Irlanda do Norte.

Publicidade

A primeira-ministra britânica, Theresa May, excluiu um segundo referendo, após os britânicos terem votado em prol da saída do país do Reino Unido.

A governante pediu aos parceiros europeus para evoluirem na sua posição, assumindo que o plano dito de "Chequers" é a única proposta credível para evitar uma fronteira efectiva entre a província britânica da Irlanda do Norte e a República da Irlanda.

Bruxelas defende um estatuto especial para o território gerido por Londres no norte da ilha da Irlanda, alinhando a sua regulamentação com a da União Europeia.

O professor António Soares trabalha no think tank Center for cross borders studies em Armagh, na Irlanda do Norte, ele admite que o assunto continua a dividir profundamente o território.

O professor António Soares na Irlanda do Norte admite que o assunto tem mais impacto nas populações fronteiriças ou com contactos regulares entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.