Acesso ao principal conteúdo
Coreias

Kim quer mais uma cimeira com Trump antes de desnuclearização

Presidente sul-coreano, Moon Jae-in com Kim Jong Un, no final da  cimeira das 2 Coreias
Presidente sul-coreano, Moon Jae-in com Kim Jong Un, no final da cimeira das 2 Coreias Pyeongyang Press Corps/Pool via REUTERS

Terminou hoje em Pyongyang a cimeira de 3 dias de delegações das duas Coreias, lideradas pelos seus presidentes, Kim Jong-un, norte-coreano e Moon Jae-in, sul-coreano. Moon, declarou que Kim Jong-un, está ansioso, por se encontrar com Trump, para uma nova cimeira e avançarem na desnuclearização norte-coreana. 

Publicidade

Os 2 presidentes norte-coreano e sul-coreano, visitaram hoje o berço espiritual da nação coreana, o Monte Paektu, o pico mais alto da península coreana, no último dia da cimeira das duas Coreias.

Moon, afirmou que o seu homólogo está pronto para desnuclearizar a Coreia do norte e quer mais uma cimeira com Donald Trump. 

" Presidente Kim Jong Un, exprimiu a esperança duma segunda cimeira com o presidente americano, Donald Trump, declarou o presidente sul-coreano, Moon Jae-in," de regresso à casa, após esta visita de 3 dias à Coreia do Norte.

Trump e Kim avistaram-se, a 12 de junho, em Singapura, numa cimeira histórica, durante a qual adoptaram um primeiro acordo sobre a desnuclearização da Coreia do norte. 

Mas até agora não tem havido sinais claros e evidentes dessa desnuclearização, pelo que o Presidente sul-coreano, um defensor da unificação das duas Coreias, efectuou esta visita a Pyongyang.

O presidente norte-coreano, Kim, aceitou ontem finalmente encerrar o sítio de testes de motores de mísseis e a prancha de lançamentos de Tongchang-ri, na presença de peritos internacionais. 

Pyongyang evocou igualmente o encerramento do complexo nuclear de Yongbyon, se Washington adoptar medidas correspondentes.

Washington reagiu positivamente às declarações de Kim Jong-un, com o Presidente americano, Trump, a saudar, "progressos extraordinários".

Por seu lado, o chefe da diplomacia americana, Mike Pompeo, explicou ontem ter falado com o seu homólogo norte-coreano, Ri Yong Ho com quem se encontra na próxima semana, em Nova Iorque, à margem da Assembleia geral da ONU.

Evocando "os compromissos importantes" do regime norte-coreano, Pompeo, explicou que Washington estava pronta para relançar "imediatamente as negociações" para que se consiga a desnuclearização da Coreia do norte até Janeiro de 2021, ou seja o fim do mandato de Donald Trump.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.