Acesso ao principal conteúdo
Arábia Saudita / Petróleo

Arábia Saudita promete redução da sua produção

O Ministro saudita da energia, Khalid al-Falih, ladeado pelo seu homólogo russo, Alexander Novak (à direita) e pelo emir Suhail Mohammed Faraj al-Mazroui (à esquerda), durante a reunião de Abou Dhabi, a 11 de Novembro de 2018.
O Ministro saudita da energia, Khalid al-Falih, ladeado pelo seu homólogo russo, Alexander Novak (à direita) e pelo emir Suhail Mohammed Faraj al-Mazroui (à esquerda), durante a reunião de Abou Dhabi, a 11 de Novembro de 2018. KARIM SAHIB / AFP

O preço do petróleo subiu, nesta Segunda feira, nos mercados mundiais, depois da declaração do Ministro saudita da Energia, Khaled al-Faleh. Em conferência de imprensa este afirmou que a Arábia Saudita deverá reduzir a sua produção, a partir de Dezembro, "para equilibrar os mercados".

Publicidade

Tudo começou na passada Sexta feira. O preço do petróleo bruto perdeu entre 60 e 69 cêntimos nos mercados internacionais, ou seja, o mais baixo preço  desde há  nove meses para cá. E porquê ? Porque o aumento da produção de petróleo de alguns dos grandes países, aliado ao medo de uma baixa da procura, levou os preços a cair quase 20%, depois de terem atingido, em Outubro, o nível  mais alto dos últimos quatro anos.

A reacção do primeiro produtor mundial, a Arábia Saudita, não se fez esperar, e foi oficialisada hoje, em conferência de imprensa: O ministro da Energia, Khaled al-Faleh, declarou que se tornou evidente reduzir a produção mundial de petróleo de um milhão de barris por dia, para conseguir equilibrar os mercados mundiais.

Em conferência de imprensa, nesta Segunda - feira, o Ministro saudita da Energia explicou - com efeito - que a análise técnica feita ontem, Domingo, durante a reunião ministerial técnica de Abu Dhabi, com os países membros e não membros da  Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), revelou que a Arábia Saudita terá de reduzir a sua produção de cerca de 500.000 barris por dia.

A medida terá, como consequência, já em Dezembro, uma diminuição das exportações e, a curto prazo, o equilíbrio dos mercados.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.