Acesso ao principal conteúdo
Rússia

Navalny: Tribunal Europeu condena Rússia

O opositor russo Alexei Navalny, no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos em Estrasburgo, na França, 15 de Novembro de 2018.
O opositor russo Alexei Navalny, no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos em Estrasburgo, na França, 15 de Novembro de 2018. REUTERS/Vincent Kessler

O Tribunal Europeu dos direitos Humanos condenou hoje a Rússia pelas múltiplas detenções de Alexei Navalny, o principal opositor de Vladimir Putine, considerando que tiveram motivações políticas. 

Publicidade

De acordo com o Tribunal Europeu dos direitos Humanos as autoridades russas violaram os direitos de Navalny nas detenções realizadas entre 2012 e 201, detenções que tiveram como objectivo "Suprimir o pluralismo político".

O Tribunal instou a Rússia a pagar a pagar a Navalny uma indeminização de 63 mil euros e pediu que o país modifique a legislação de forma a prever o direito à realização de manifestações políticas.

Alexei Navalny que assistiu à leitura da sentença, afirmou estar "muito satisfeito" com a decisão do Tribunal, que em primeira instancia não reconheceu o caracter político das detenções.

A decisão não permite recurso e é obrigatória para a Rússia, enquanto membro do Conselho da Europa, porém as sanções não são novidade, ;as as autoridades russas têm adiado a aplicação de anteriores decisões do Tribunal, alegando tratar-se de ingerências na soberania russa.

Navalny é acusado de fraude na Rússia, acusação encarada como retaliação por causa das suas investigações sobre corrupção e por liderar as principais manifestações antigovernamentais.

Navalny diz ser alvo de perseguição política que já o levou à cadeia várias vezes, a última em Outubro.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.