Acesso ao principal conteúdo
Iraque

Donald Trump visita de surpresa o Iraque

Presidente Donald Trump e primeira dama Melania durante a visita surpresa à base aérea de Al Asad, Iraque
Presidente Donald Trump e primeira dama Melania durante a visita surpresa à base aérea de Al Asad, Iraque REUTERS/Jonathan Ernst

Donald Trump fez uma viagem-relâmpago de três horas, à base aérea de Al Asad, a oeste de Bagdad, na companhia de sua mulher, Melania, para saudar as tropas americanas por altura do Natal.Para além das fotografias da praxe com os militares, o Presidente dos Estados Unidos aproveitou o palco iraquiano para defender, mais uma vez, a retirada da Síria. 

Publicidade

Segundo o responsável americano, os Estados unidos não podem continuar a ser a polícia do mundo.

Trump fez ainda saber que não há planos para retirar as tropas do Iraque que, segundo Trump, pode ser uma base importante no caso de os Estados Unidos pretenderem intervir na Síria.

O presidente dos Estados Unidos elogiou as tropas e disse estar de olho no Estado Islâmico

Na ocasião, o presidente norte-americano disse ainda que não é sua intenção nomear à pressa um novo secretário para substituir Mattis, o primeiro chefe de defesa que renunciou ao cargo devido a divergências políticas com o presidente.

A viagem de Trump ao Iraque foi preparada, em sigilo, tendo o presidente iraquiano sido informado dum possível encontro com o seu homólogo apenas duas horas antes da chegada da comitiva americana.

A reunião foi assim substituída por uma conversa telefónica onde foi abordada a questão síria.

A visita de Trump ao Iraque provocou a cólera de grupos iraquianos, apoiados pelo Irão, que constituem um bloco chave no parlamento de Bagdad.

Para estes grupos, a presença de tropas americanas é uma violação da soberania do Iraque, sendo dever do governo expulsá-las do país.

Trump está já nos Estados Unidos, mas antes passou ainda pela Alemanha, onde visitou as tropas estacionadas na base aérea de Ramstein.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.