Acesso ao principal conteúdo
Iémen

Iémen: rebeldes começam a retirar do porto de Hodeida

O conflito no Iémen já matou quase 10 mil pessoas.
O conflito no Iémen já matou quase 10 mil pessoas. Reprodução Google

No Iémen, os rebeldes hutis deram início à retirada do porto de Hodeida, uma cidade chave na zona oeste do país. Trata-se da aplicação dum acordo de cessar-fogo alcançado com o poder político na Suécia em 13 de dezembro.

Publicidade

A notícia da retirada dos rebeldes iémenitas é avançada por fonte das Nações Unidas, que pede anonimato, e confirmada pelo porta-voz dos hutis em declarações ao canal de televisão do movimento rebelde.

No entanto, desconhece-se se as forças governamentais, estacionadas nalguns quarteirões do sul da cidade, terão já dado também início à sua retirada.

Recorde-se que após uma semana de negociações, as milícias pró-iranianas, que estavam em posse da cidade portuária, e a coligação sob comando saudita, que apoia as forças governamentais, aceitaram terminar as hostilidades e retirar. 

A trégua entrou em vigor a 18 de dezembro.

Uma equipa de observadores da ONU encontra-se em Hodeida para acompanhar o processo.

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.