Acesso ao principal conteúdo
ARÁBIA SAUDITA

Justiça saudita pede penas de morte no caso Khashoggi

Manifestante junto ao consulado da Arábia Saudita de Istanubl a 25 de Outubro de 2018 com fotografia de Jamal Khashoggi
Manifestante junto ao consulado da Arábia Saudita de Istanubl a 25 de Outubro de 2018 com fotografia de Jamal Khashoggi REUTERS/Osman Orsal/File Photo

O Ministério público saudita vai pedir a pena de morte contra 5 dos suspeitos no caso do assassínio do jornalista Jamal Khashoggi a 2 de Outubro no consulado de Istanbul. A primeira audiência do julgamento decorreu hoje na capital do reino saudita.

Publicidade

A primeira audiência do julgamento dos onze suspeitos teve lugar hoje na capital saudita, com os advogados a obterem mais tempo para preparar a defesa dos respectivos clientes.

O ministério público já anunciou ir pedir a pena de morte para 5 dos 11 suspeitos.

Em causa a morte do jornalista Jamal Khashoggi a 2 de Outubro passado nas instalações do consulado saudita em Istanbul.

Um caso que beliscou a imagem internacional de Riad.

O corpo do jornalista nunca foi encontrado: as autoridades sauditas especificaram hoje ter enviado novas cartas ao ministério público turco para obter novos elementos.

Na segunda-feira um canal televisivo turco difundiu imagens após o assassínio de Khashoggi com homens a transportar malas que poderiam conter os restos mortais do jornalista para a residência do cônsul geral saudita em Istanbul.

Riad acabou por reconhecer no final de Outubro que a morte de Khashoggi tinha sido premeditada pelos serviços de informação e o rei Salman pediu a respectiva reestruturação.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.