Acesso ao principal conteúdo
BRASIL/ARGENTINA

Brasil e Argentina relançam Mercosul

Presidentes argentino e brasileiro cumprimentam-se em Brasilia para assinatura de um acordo a 16 de Janeiro de 2019.
Presidentes argentino e brasileiro cumprimentam-se em Brasilia para assinatura de um acordo a 16 de Janeiro de 2019. AFP

O presidente argentino, Mauricio Macri, foi o primeiro chefe de Estado a visitar hoje o Brasil desde a posse no passado dia 1 do novo presidente Jair Bolsonaro. Este pediu que o Mercosul, comunidade regional, de que os dois países são as maiores economias, seja uma organização mais activa, reduzindo barreiras e eliminando burocracias.

Publicidade

O presidente argentino fez questão em denunciar a situação na Venezuela argumentando que "Maduro é um ditador que busca perpetuar-se no poder com eleições fictícias, prendendo opositores e levando a Venezuela a uma situação de desespero e agonia".

O presidente anfitrião, Jair Bolsonaro, afirmou, por seu lado, que a cooperação entre os dois pesos pesados do Mercosul, Brasil e Argentina, está no rumo certo para recuperar "o tempo perdido".

Acerca da organização regional, sobre a qual a equipa de Bolsonaro emitira reservas, privilegiando a relação com os Estados Unidos, o estadista brasileiro defendeu uma comunidade mais activa, "reduzindo barreiras e eliminando burocracias".

No dia da vitória de Bolsonaro Paulo Guedes, agora ministro da economia, prevenira que o Mercosul não seria a prioridade do seu governo.

O Mercosul é chefiado actualmente precisamente pelo presidente argentino. Macri, embora ausente da posse de Bolsonaro, faz história ao ser o primeiro estadista recebido pelo vizinho no Palácio do Planalto.

A integração regional e o andamento das negociações em curso com a União Europeia são dos dossiers cimeiros da organização.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.