Acesso ao principal conteúdo
Vietname

“Sensação de desilusão” após cimeira de Hanói

Hanói. 27 de Fevereiro de 2019.
Hanói. 27 de Fevereiro de 2019. REUTERS/Jorge Silva

A cimeira de Hanói, que juntou os líderes norte-americano e norte-coreano, Donald Trump e Kim Jong-un, terminou com uma “sensação de desilusão entre as autoridades e os cidadãos vietnamitas”, de acordo com José Carlos Matias, enviado da plataforma Global Media a Hanói. Em causa, a falta de resultados do encontro.

Publicidade

Esta sexta-feira, começou a visita oficial do líder norte-coreano ao Vietname, um dia depois do encerramento da cimeira que Kim Jong-un manteve com o presidente americano, Donald Trump.

No encontro não se alcançaram quaisquer avanços ou acordos relativamente ao fim do programa nuclear norte-coreano. O objetivo da cimeira era concretizar alguns compromissos declarados em Singapura, em Junho, quando os dois dirigentes assinaram uma declaração comum "sobre a desnuclearização da península”, ainda que divergindo sobre o sentido desta fórmula.

José Carlos Matias, enviado da plataforma Global Media a Hanói, sublinha que ficou palpável uma certa “sensação de desilusão entre as autoridades e os cidadãos vietnamitas” porque o país anfitrião queria posicionar-se também como “um exemplo a seguir” em termos de regimes comunistas.

Oiça aqui a análise.

Os Estados Unidos querem que Pyongyang acabe com o arsenal nuclear de forma verificável, mas a Coreia do Norte considera que a desnuclearização implica o levantamento das sanções internacionais e o fim da presença militar dos Estados Unidos na Coreia do Sul e na região.

Em alguns meses, Donald Trump e Kim Jong-un passaram dos insultos e ameaças aos encontros e declarações de amizade.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.