Acesso ao principal conteúdo

Bruxelas encosta Theresa May à parede

Manifestante anti-Brexit, Bruxelas, 21 de Março de 2019.
Manifestante anti-Brexit, Bruxelas, 21 de Março de 2019. REUTERS/Yves Herman

A União Europeia mostra-se disponível para adiar a saída do Reino Unido até ao dia 22 de Maio, desde que o acordo de retirada seja aprovado em Londres na próxima semana. Caso contrário a extensão será mais curta.

Publicidade

Reunidos ontem em Bruxelas, os líderes europeus deram uma nova data ao Reino Unido. O parlamento britânico tem até 12 de Abril para clarificar as intenções de saída da União Europeia. A nova data de saída passa a ser a 22 de Maio.

Caso a Câmara dos Comuns volte a rejeitar o acordo pela terceira vez, os líderes europeus dão até 12 de Abril para que o Reino Unido decida o que quer fazer, mas essa decisão tem de voltar a discutida e analisada pelo Conselho Europeu.

Desta forma cai por terra a data sugerida por Theresa May, que queria um adiamento para 30 de Junho. Bruxelas não cedeu por quer uma decisão final antes das eleições europeias que decorrem entre os dias 23 e 26 de Maio.

Uma extensão do prazo para além desta data implicaria que o Reino Unido participasse nas eleições para o Parlamento Europeu, cenário descartado por Theresa May.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.