Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Acordo sobre Brexit rejeitado pela terceira vez

Bandeiras britânicas em frente à Câmara dos Comuns em Londres.
Bandeiras britânicas em frente à Câmara dos Comuns em Londres. REUTERS/Hannah McKay

Os deputados britânicos reprovaram, uma vez mais, o acordo do Brexit proposto por Theresa May, com 344 votos contra e 286 a favor. É a terceira vez que a proposta da primeira-ministra britânica é chumbada.

Publicidade

Hoje era a data inicialmente prevista para a saída do Reino Unido da União Europeia. O governo britânico conseguiu que Bruxelas concordasse com o adiamento até 12 de Abril.

Para que a União Europeia conceda uma prorrogação mais longa, até 22 de Maio, o parlamento britânico precisava de aprovar o documento do acordo até às 23h00 desta sexta-feira.

À terceira não foi de vez e os deputados britânicos voltaram a rejeitar, agora por 58 votos, o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia, abrindo as portas a um Brexit sem acordo a 12 de Abril como refere o eurodeputado português, Rui Tavares.

Sobram duas datas em que se pode dar a saída do Reino Unido da União Europeia: 12 de Abril sem acordo ou 22 de Maio com acordo aprovado no parlamento.

Estas datas foram estipuladas nas conclusões do Conselho Europeu de 21 de Março, na sequência de um pedido do Governo britânico para uma extensão do artigo 50.º do Tratado de Lisboa, que define um período de dois anos para negociar a saída de um Estado-membro da UE.

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, convocou esta sexta-feira uma reunião extraordinária entre os líderes europeus para 10 de Abril, depois de o Parlamento britânico ter rejeitado o acordo do Brexit pela terceira vez. "Dada a rejeição do Acordo de saída pelo parlamento britânico, decidi convocar uma cimeira do Conselho Europeu para dia 10 de Abril", escreveu Donald Tusk no twitter.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.