Acesso ao principal conteúdo
Portugal

Madeira em luto após acidente que causou a morte de 29 turistas alemães

Madeira: imagem de drone do autocarrro que se despenhou numa ravina e causou a morte de 29 turistas alemães a 17/04/2019
Madeira: imagem de drone do autocarrro que se despenhou numa ravina e causou a morte de 29 turistas alemães a 17/04/2019 STRINGER / AFP

Os governos regional da Madeira e o governo central decretaram três dias de luto a partir desta quinta-feira, em homenagem aos 29 turistas alemães mortos e 27 outros feridos, num acidente de viação de um autocarro ocorrido na véspera.

Publicidade

O autocarro despistou-se e despenhou-se numa ribanceira, tendo sido "travado" na queda ao chocar contra uma casa de pedra de forma que tão violenta, que esta ficou praticamente destruida e "sem condições de habitabilidade" segundo a autarquia, que vai accionar uma linha social para a sua reconstrução, mas o seu único habitante escapou ileso.

Foi imediamente aberto um inquérito para apurar as causas deste acidente, que ocorreu às 18h30' locais, na freguesia do Caniço, concelho de Santa Cruz, arredores leste do Funchal e o autocarro transportava turistas alemães, dos quais 29 morreram (11 homens e 18 mulheres com idades comprrendidas entre os 40 e 50 anos) dos 28 feridos 9 já tiveram alta, enquanto 18 permanecem em diferentes unidades do Hospital Dr. Nélio Mendonça, como refere o médico Miguel Reis, director adjunto desta unidade hospitalar.

Entre os feridos figuram dois de nacionalidade portuguesa, provavelmente o condutor do autocarro e o guia turístico do grupo de turistas alemães.

O presidente do Serviço de Protecção Civil da Madeira, José Dias afirma que o alerta foi dado às 18h30' na estrada do Caniço de Baixo e foram desde logo accionados todos os meios, nomeadamente 19 viaturas e 49 operacionais, foram abertas linhas telefónicas de apoio, disponibilizados psicólogos para apoiar os familiares e amigos no hotel, além de tradutores.

Pedro Calado, vice-presidente do Governo Regional da Madeira afirmou que é prematuro avançar com as causas do acidente, salientando que o autocarro era recente "com 5 anos e aparentemente tudo estava bem" e que todas as viaturas da região são regularmente inspecccionadas.

Pedro Calado afirmou ainda que foi imediatamente montada uma operação e que as autoridades regionais estiveram em permanente contacto com o operador de viagens, a embaixada da Alemnha e o cônsul honorário alemão.

Pedro Calado declarou ainda "lamentamos este acidente, mas o destino [turístico] Madeira não será afectado e as pessoas não vão deixar de vir e recomendar a Madeira".

O turismo é uma das principais receitas do arquipélago da Madeira e segundo dados da Organização Mundial do turismo 2017 foi um ano recorde para o turismo no arquipélago da Madeira com 1.323 milhões de turistas internacionais, ou seja mais 84 milhões do que em 2016, um acréscimo de 6,8%, 3,1 pontos percentuais acima do observado em 2016.

Em 2017 totalizaram-se 8 anos de crescimento consecutivo, com turistas vindos essencialmente da Europa (50,7%, o equivalente a  671,1 milhões de pessoas) com um incremente de 8,4% face ao ano interior, mas a região de África foi a que liderou no crescimento de turistas internacionais com um aumento de 9%.

Os Estados Unidos lideraram o ranking por país em números e receitas turísticas, seguidos pela Espanha e França.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.