Acesso ao principal conteúdo
Portugal

CDS-PP acusa António Costa de criar « crise política do nada »

Assunção Cristas apresentou hoje a candidata do CDS-PP para cabeça-de-lista do círculo da Europa nas legislativas e que integra a lista para as europeias, Melissa da Silva, uma lusodescendente.
Assunção Cristas apresentou hoje a candidata do CDS-PP para cabeça-de-lista do círculo da Europa nas legislativas e que integra a lista para as europeias, Melissa da Silva, uma lusodescendente. RFI/Carina Branco

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, disse hoje em Paris que o primeiro-ministro português criou «uma crise politica do nada» para tirar «dividendos» políticos. Assunção Cristas apresentou hoje a candidata do CDS-PP para cabeça-de-lista do círculo da Europa nas legislativas e que integra a lista para as europeias, Melissa da Silva, uma luso-descendente.

Publicidade

A líder do CDS, Assunção cristas, afirmou hoje que o primeiro-ministro quer "retirar dividendos" de uma «crise política» que acusa António Costa de ter criado « do nada».

"[O primeiro-ministro] Entendeu que o servia do ponto de vista eleitoral criar uma crise política e estará a procurar retirar dividendos desta crise. Isto não desfoca o CDS de se opor a um primeiro-ministro que gosta de ser muito habilidoso, mas não é certamente um estadista, porque se fosse não criava uma crise política do nada", afirmou Assunção Cristas em declarações aos jornalistas.

 

O primeiro-ministro anunciou na sexta-feira que comunicou a Marcelo Rebelo de Sousa que o Governo se demite caso a contabilização total do tempo de serviço dos professores seja aprovada em votação final global.

O parlamento aprovou na quinta-feira na especialidade uma alteração ao decreto do Governo, com os votos contra do PS e o apoio de todas as outras forças políticas, estipulando que o tempo de serviço a recuperar são os nove anos, quatro meses e dois dias reivindicados pelos sindicatos docentes.

As declarações de Assunção Cristas foram feitas à margem da apresentação da candidata do CDS-PP para cabeça-de-lista do círculo da Europa nas eleições legislativas e que integra a lista para as eleições europeias, Melissa da Silva, uma luso-descendente de 26 anos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.