Acesso ao principal conteúdo
PAPA

Papa em visita à Macedónia do Norte

Papa Francisco em visita a Skopje, Macedónia do Norte, a 7 de Maio de 2019.
Papa Francisco em visita a Skopje, Macedónia do Norte, a 7 de Maio de 2019. AFP

Na Macedónia do Norte, o papa Francisco elogiou hoje a "composição multiétnica e multirreligiosa" do país, com maioria ortodoxa e uma pequena comunidade catolica que representa menos de 1% dos 2 milhões de habitantes.

Publicidade

A capital da actual Macedónia do Norte é a cidade natal de Madre Teresa de Calcutá.

Ela nasceu aí em 1910, na altura sob ocupação outomana, numa família de origem albanesa. Veio a celebrizar-se na Índia, ao acolher os pobres com a sua congregação das Missionárias da caridade.

Recebeu o Prémio nobel da paz em 1979, foi beatificada em 2003 e canonizada em 2016.

A pobreza é também uma tónica dominante actual da Macedónia do Norte.

Mais de um terço dos jovens estão no desemprego, o salário médio é de cerca de 400 euros.

Os ortodoxos constituem 2/3 da população, praticamente 1/3 são muçulmanos e apenas 1% são católicos.

A pluralidade etnica e religiosa do país foi elogiada precisamente pelo Papa dizendo que "os mosaicos mais bonitos são os mais coloridos".

De lembar que para apaziguar as relações com Atenas o país teve de adoptar a actual designação, Macedónia do Norte, há escassos meses e já que a Macedónia é uma região grega.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.