Acesso ao principal conteúdo
Convidado

EUA: Duas mil crianças à espera de asilo numa “prisão”

Áudio 08:05
Amnistia Internacional compara a prisão o centro de abrigo de Homestead, no Estado da Florida.
Amnistia Internacional compara a prisão o centro de abrigo de Homestead, no Estado da Florida. Joe Raedle/Getty Images/AFP

A Amnistia Internacional exige o encerramento de um centro temporário para menores, em Homestead, no estado norte-americano da Florida, onde vivem cerca de 2.000 crianças e adolescentes migrantes. Nesta entrevista, o diretor-executivo da Amnistia Internacional Portugal, Pedro Neto, denuncia “uma prisão” onde os menores têm roupas com um código de barras, não sabem por quanto tempo vão ali ficar e que fogem de situações traumáticas nos seus países para viverem outro trauma à chegada aos Estados Unidos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.