Acesso ao principal conteúdo
Suíça

Filme de realizador luso Pedro Costa premiado no Festival de Locarno

Captura de ecrã da conferência de imprensa do realizador português Pedro Costa e o seu filme Vitalina Varela prémiado no Festival de Locarno
Captura de ecrã da conferência de imprensa do realizador português Pedro Costa e o seu filme Vitalina Varela prémiado no Festival de Locarno RFI/Rui Martins

Premiado com prémio máximo Leopardo de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Locarno, o filme Vitalina Varela, do realizador português, Pedro Costa. O filme é para estar em todas as cinematecas do mundo, declarou a presidente do júri, a francesa Catherine Breillat. O prémio de melhor actriz foi para a própria Vitalina Varela que é caboverdiana. 

Publicidade

Não havia dúvida, Vitalina Varela, a nova longa-metragem do realizador português Pedro Costa, era a grande favorita, para o Leopardo de Ouro, prémio máximo na competição internacional do Festival Internacional de Cinema de Locarno, no sul da Suíça.

A presidente do júri, a francesa Catherine Breillat, revelou ter havido mesmo unanimidade na concessão desse prêmio e disse mais - Vitalina Varela é filme para estar em todas as cinematecas do mundo.

O prêmio de melhor atriz foi para a própria Vitalina Varela da ilha de Santiago, em Cabo Verde.

O prêmio especial do júri foi para o filme Pa-Go, da Coréia do Sul.

A melhor direção foi para o francês, Damien Manivel, do filme Les Enfants dIsadora".

O Brasil também teve seu prêmio, com melhor ator para o índio Regis Myrupu, no filme A Febre.

Rui Martins, do Festival Internacional de Locarno para RFI. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.