Acesso ao principal conteúdo
Espanha

Espanha oferece acolhimento a migrantes mas ONG recusa

Espanha oferece solução para receber migrantes do Open Arms, mas ONG dona do barco recusa
Espanha oferece solução para receber migrantes do Open Arms, mas ONG dona do barco recusa REUTERS/Guglielmo Mangiapane

A ONG Proactiva Open Arms recusou hoje a oferta da Espanha de receber o seu barco transportando mais duma centena de migrantes no Mediterrâneo, julgando insustentável chegar a tempo ao porto de Algeciras proposto devido à urgência humanitária. Itália quer receber apenas 27 menores e Paris 40. Quanto ao Ocean Viking está sem solução.

Publicidade

O governo espanhol propos receber o navio Open Arms com 105 migrantes no porto de Algeciras no extremo sul de Espanha. O Chefe do governo espanhol, Pedro Sanchez, mostrou-se aberto para acolher o navio, bloqueado em Lampedusa na Itália, mas a ONG Proactiva do Open Arms já recusou.

A ONG alega que há uma urgência humanitária e que não terá tempo suficiente para chegar ao porto espanhol, tendo em conta que actualmente se encontra em Lampedusa.

Para já, o Ministro italiano do Interior Matteo Salvini, até agora intransigente  na sua reccusa em receber o barco, acabou por declarar estar pronto a receber 27 migrantes menores não acompanhados. Mas recusa o desembarque de todos os migrantes. 

Entretanto, o navio Open Arms da Proactiva espanhola que desembarcou já os 27 migrantes que a Itália aceitou receber em Lampedusa, continua com 105 migrantes adultos e 2 crianças a bordo. 

Não se sabe o destino dessas pessoas na sua maioria africanas tendo em conta que a ONG espanhola considerou insustentável deslocar-se ao porto de Algeciras disponibilizado pelo governo espanhol.

Em França, o ministro do Interior, declarou que 40 pessoas necessitando de protecção estão em condições de obter o estatuto de refugiado para entrar no país.

Open Arms com mais sorte que Ocean Viking ainda sem solução 

Por seu lado o barco Ocean Viking, do SOS Mediterrâneo e Médicos sem fronteiras que partiu a 4 de agosto para Marselha continua sem ter uma solução para desembarcar os 356 migrantes socorridos no mar.

A Comissão europeia desenvolveu contactos durante a semana e mostrou-se satisfeita com a abertura da França, Alemanha, Luxemburgo, Portugal, Roménia e Espanha em receber os migrantes.

No entanto até agora nenhum país europeu fez propostas formais para receber os migrantes a bordo do Ocean Viking. 

   

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.