Acesso ao principal conteúdo
Espanha

Independentistas da Catalunha versus Supremo Tribunal espanhol

Manifestação em Barcelona contra sentença do Supremo Tribunal condenando à prisão 9 independentistas
Manifestação em Barcelona contra sentença do Supremo Tribunal condenando à prisão 9 independentistas Reuters

Forças policiais carregaram hoje sobre manifestantes independentistas à entrada do aeroporto de Barcelona que denunciavam a condenação de 9 independentistas a penas que vão dos nove aos 13 anos de prisão. Eram milhares de manifestantes que reagiram à condenação do Supremo Tribunal espanhol lançando pedras e garrafas à polícia que replicou várias vezes. 

Publicidade

Logo após ao anúncio da condenação de 9 dos seus dirigentes pelo Supremo Tribunal espanhol, independentistas catalães desceram às ruas de Barcelona bloqueando o seu aeroporto e manifestando o seu repúdio à sentença.

Os 9 independentistas foram condenados a penas que vão dos 9 aos 13 anos de prisão, por tentativa de sedição e secessão da Catalunha em 2017.

Milhares de pessoas começaram por reunir-se na Praça da Catalunha, empunhando bandeirolas onde se podia ler slogans como "Liberdade para os prisioneiros políticos" ou "voltaremos a fazê-lo", antes de seguirem para o aeroporto de Barcelona. 

Esta manifestação gigantesca de protesto vinha sendo preparada há várias semanas pelos militantes separatistas que sabiam das intenções dos juízes do Supremo Tribunal espanhol.

Criaram inclusivamente uma plataforma baptizada "Tsunami democrático" para organizar manifestações.

"Amanhã estaremos prontos! A resposta à sentença será imediata" tinha advertido ontem a plataforma cujos representantes são anónimos membros de um grupo digital que conta com 150 mil membros.

Manifestações e greve geral na sexta-feira

Assim as manifestações vão continuar nos próximos dias em várias cidades até sexta-feira dia de greve geral.

"Temos de bloquear aeroportos, metros e estações de comboio, evitando sempre cenas de violência", explicou, Joan Guich, estudante de 19 anos, que a exemplo de outros jovens, pedem a solidariedade dos pais.

Contudo, houve cenas de violência entre manifestantes e a polícia no aeroporto de Barcelona. Os manifestantes lançavam pedras e garrafas às forças da ordem que replicaram com bastonadas.

Enfim, o ex-Presidente catalão, Carles Puigdemont, apelou de Bruxelas, onde tem estado exilado, a uma resposta adequada nas eleições legislativas de 10 de novembro às condenações "injustas e desumanas" dos 9 independentistas.

Mas em Madrid, já se diz que depois desta decisão da justiça suprema espanhola, o próximo passo é voltar a reclamar a extradição de Puigdemont para ser iguamente julgado em Espanha.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.