Acesso ao principal conteúdo
Afeganistão

Atentado sangrento em mesquita do Afeganistão

Feridos a serem transportados para o hospital depois do ataque deste 18 de Outubro de 2019 no
Feridos a serem transportados para o hospital depois do ataque deste 18 de Outubro de 2019 no REUTERS/Parwiz

Um atentado contra uma mesquita do leste do Afeganistão durante o período de oração das Sexta-feiras, provocou pelo menos 62 mortos e 33 feridos. Segundo o porta-voz do governador da província de Nangarhar, explosivos foram colocados no interior da mesquita situada na aldeia de Jaw Dara, no distrito de Haska Mina. Outras fontes contudo, nomeadamente um talibã, referem que poderá ter sido um ataque com tiros de morteiro.

Publicidade

A mesquita cujo telhado ruiu, tinha capacidade para acolher até 700 fiéis, mas na altura da explosão, encontravam-se lá 350 pessoas.

Trata-se do segundo atentado mais mortífero do ano no Afeganistão, a seguir ao ataque que provocou 91 mortos durante a celebração de um casamento xiita em Cabul, a capital, no passado mês de Agosto, um acto reivindicado pelo grupo Estado Islâmico.

Tanto este grupo como os seus rivais talibãs estão bem implantados na província de Nangarhar, região que faz fronteira com o Paquistão. Até agora nenhuma organização reivindicou o ataque de hoje. Todavia, desde já, os talibãs desmentiram qualquer envolvimento. Mais pormenores aqui.

De referir que ainda ontem um relatório da ONU deu conta de um aumento sem precedentes de vítimas da violência no terceiro trimestre deste ano. Segundo as Nações Unidas entre o dia 1 de Julho e o 30 de Setembro, foram recenseados 1174 civis mortos, sendo que só no mês de Julho, registaram-se 425 mortos, o pior balanço desde há uma década.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.