Acesso ao principal conteúdo
Portugal

Lisboa acolhe 4ª Web Summit com 160 países

Web Summit 2019: entre 4 e 7 de Novembro nas instalações da Feira Internacional de Lisboa
Web Summit 2019: entre 4 e 7 de Novembro nas instalações da Feira Internacional de Lisboa websummit.com

 Entre 4 e 7 de Novembro tem lugar na Feira Internacional de Lisboa e pelo quarto ano consecutivo a Web Summit, um dos maiores eventos de tecnologia, inovação e empreendorismo, que até 2028 se vai manter em Lisboa.

Publicidade

A Web Summit foi criada em 2010 pelos irlandeses Paddy Cosgrave e os co-fundadores Daire Hickey e David Kelly, o evento este ano acolhe cerca de 2.100 start-ups oriundas de 160 países mais de 2. 000 jornalistas, 1.200 conferencistas e PCAs de 11 grandes empresas.

Esta segunda-feira (4/11) o whistleblower norte-americano Edward Snowden fará uma vídeo-conferência a partir da Rússia onde está refugiado depois de ter revelado em 2013 dados da Agência Nacional de Segurança ou Nacional Security Agency - NSA - e estará ainda presente em Lisboa o whistleblower britânico Brittany Kaiser, ex membro da Cambrige Analytics e estrela do documentário Netflix "The Great Hack".

O sucesso da Web Summit de Lisboa é pois exponencial, dado que há três anos todas as start-ups eram portuguesas, tal como os seus fundadores e em 2019 na sua quarta-edição lisboeta 40% das start-ups registadas são estrangeiras e são aguardados 70.000 visitantes.

É pois clara a internacionalização deste certame, com destaque para China e o Japão que têm a maior presença de sempre, a Polónia que apresenta 64 startups e a França 23, nesta edição que se abriu também ao continente Africano.

41 das maiores startups africanas estão presentes neste Web Summit, das quais em relação aos PALOP cinco de Angola e 10 projectos vindos de Cabo Verde, que tem um pavilhão próprio e cujo primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva marcará presença em Lisboa na quinta-feira, dia do encerramento.

De destacar ainda em relação a África a forte presença do Egipto com 13 start-ups, a Tunísia com 3, o Quénia também tem 3, a África do Sul com uma, mas também estao presentes Marrocos e a Nigéria.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.