Acesso ao principal conteúdo
CINEMA/MACAU

Dez filmes procuram consagração em Macau

Festival de cinema de Macau encerra a 10 de Dezembro.
Festival de cinema de Macau encerra a 10 de Dezembro. RFI/Miguel Martins

São dez os filmes da competição internacional no Festival de Macau. Tratam-se das primeiras ou segundas longas metragens de realizadores oriundos da Ásia, Oceania, Américas do Norte e do Sul e Europa. O palmarés será divulgado nesta terça-feira.

Publicidade

Da Nova Zelândia chega-nos “Bellbird”, um retrato do luto e da ruralidade onde os silêncios falam por mil palavras.

O indiano “Rosa de Bombaim”, por seu lado, é um desenho animado de elevado sentido estético com um leque de personagens à procura de um lugar ao sol na grande cidade.

A batalhar também pela sua sobrevivência está “Goldie”, jovem nova-iorquina de um meio carenciado, determinada em batalhar pela união da sua família.

Já o indonésio “Regresso a casa” ilustra a ruptura no seio de um casal, a braços com o atropelamento mortal de um motoqueiro.

Finalmente “Duas” retrata um casal em França de reformadas que procuram assumir um amor recalcado ao longo das décadas.

"Two/One" é a história de dois homens, de países longínquos, um no Canadá, outro na China, que tudo a priori afastaria, mas que são confrontados com desejos de uma nova conquista feminina, ao ponto de se confundirem um com o outro.

"Lynn + Lucy" é a ilustração de uma amizade intensa entre duas jovens britânicas confrontadas com a maternidade e a tragédia.

"Give me liberty" é uma incursão pelas comunidades imigrantes russas nos Estados Unidos, com situações burlescas a pontuar o dia-a-dia de um motorista de uma carrinha de deficientes.

"Os membros da família" é um filme argentino que conta a história de um irmão e uma irmã de cerca de vinte anos que ficam órfãos de mãe e que vivem entre a toxicodependência, para ela, e a obsessão do desporto para ele.

"Buoyancy" é o retrato arrepiante da escravatura moderna de que é alvo um adolescente cambojano a bordo de um barco de pesca tailandês, numa realização do australiano Rodd Rathjen.

O júri, presidido pelo realizador chinês Peter Ho Sun Chan, deve revelar o palmarés na noite de terça-feira.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.