Acesso ao principal conteúdo
Ucrânia

Troca de prisioneiros fins de dezembro no conflito do leste na Ucrânia

Cimeira de Paris sobre conflito no leste da Ucrânia
Cimeira de Paris sobre conflito no leste da Ucrânia Thibault Camus/Pool via REUTERS

Da cimeira de Paris de ontem entre os presidentes da Ucrânia e da Rússia saiu um acordo de que vai haver ainda este mês uma troca de todos os prisioneiros no quadro do conflito do leste ucraniano. Também Putin e Zelenski mostraram-se empenhados em implementar o cessar fogo concluído em 2015.

Publicidade

Os presidentes russo, Putin e ucraniano, Zelenski, chegaram ontem a um acordo em Paris sobre a troca de todos os prisioneiros até ao fim deste mês no quadro do conflito no leste da Ucrânia.

Os dois presidentes mostraram-se igualmente abertos à implementação do cessar fogo concluído no quadro dos acordos de 2014 em Minsk.

O presidente francês, Macron, que com a chancelar alemã, Merkel,  apadrinharam esta cimeira de Paris, declarou, durante uma conferência a 4 que "progressos foram feitos para a troca de prisioneiros, clarificação do cessar fogo e uma agenda sobre as evoluções políticas dos próximos meses".

Mas nada de concreto sobre o número exacto dos prisioneiros nem como essa troca vai ser feita e tão pouco o local.

De notar que não ficou resolvido estatuto de Donbass e eleições locais nem o controlo da fronteira entre essa região do leste ucraniano e a Rússia. 

O presidente ucraniano, Zelenski, declarou pelo contrário ter chegado a acordo com o seu homólogo Putin sobre a continuidade do trânsito de gás natural russo pelo território ucraniano. 

Numerosos ucranianos não vêem com bons olhos um compromisso com a Rússia vista como a agressora 5 anos depois da anexação da península ucraniana de Crimeia por Moscovo, que é tida como ilegal pela comunidade internacional.

Mas o presidente russo, Putin, mostrou-se firme na sua posição de que nada muda sobre a Crimeia e que há que cumprir o que está nos acordos de Minsk, negociados em 2014 e finalizados em 2015.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.