Acesso ao principal conteúdo
Irão

Irão riposta com ataques a bases norte-americanas

O Irão atacou com mísseis bases militares americanas no Iraque.
O Irão atacou com mísseis bases militares americanas no Iraque. REUTERS/Ari Jalal

O Irão atacou com mísseis bases militares americanas no Iraque. Os guardas da Revolução dizem que estes ataques vingam a morte do general Qassem Soleimani, morto sexta-feira em Bagdade durante um raide do exército norte-americano. O Presidente Donald Trump pronunciar-se hoje, quarta-feira.

Publicidade

Desde o anúncio do ataque iraniano, o secretário de Estado, o secretário da defesa e o vice-presidente precipitaram-se para a casa Branca. Inicialmente previa-se uma reacção do Presidente norte-americano, porém esta acabou por ser adiada.

Donald Trump recorreu ao Twitter para dizer que “está tudo bem”. O Presidente norte-americano lembrou que os Estados Unidos têm o melhor exército do mundo, acrescentando ainda que reagiria esta quarta-feira ao ataque.

Também através do Twitter, o ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros, Javad Zarif, descreveu o ataque como uma "resposta proporcional" e diz que "o Irão não está à procura de uma escalada no conflito".

Esta manhã a televisão pública iraniana avançava que os ataques aéreos de Teerão fizeram 80 vítimas, mas o balanço geral é incerto. Num comunicado, o Irão diz que dá esta operação por completa, mas ameaça com novos ataques, caso os Estados Unidos decidam ripostar.

Comunidade Internacional condena ataque

O secretário-geral da NATO condenou os ataques do Irão a bases norte-americanas no Iraque, em retaliação pela morte do comandante da força de elite iraniana, pedindo contenção a Teerão.

Em França, uma fonte do governo avançou que o país não pretende mover nenhum dos 160 soldados que tem destacados no Iraque.Paris reiterou ainda a importância de continuar o combate ao autoproclamado Estado Islâmico, mantendo simultaneamente o respeito pela soberania do Iraque.

O Reino Unido e a Alemanha condenaram igualmente o ataque. Annegret Kram-Karrenbauer, ministra alemã da Defesa, lembrou que : “Antes de mais é preciso que os iranianos não provoquem uma nova escalada”.

A China pediu aos Estados Unidos e ao Irão que exerçam contenção e que resolvam a sua disputa através do diálogo. Pequim tem vindo a criticar os EUA pela escalada na tensão entre Teerão e Washington.

A Índia e o Paquistão alertaram as suas populações para que tenham cuidado ao realizarem viagens ao Iraque.

“Tendo em conta a atual situação no Iraque, os cidadãos indianos são aconselhados a evitar viagens que não sejam essenciais ao Iraque até aviso em contrário”, declarou o Governo. “Os indianos que vivam no Iraque são aconselhados a estarem em alerta e a

A Turquia, através do ministro dos Negócios Estrangeiros, anunciou uma visita ao Iraque para cumprir com “os intensos esforços diplomáticos de Ancara para aliviar a escalada de tensões no rescaldo dos recentes desenvolvimentos na região”.

 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.