Acesso ao principal conteúdo
Suiça/Davos

Greta Thunberg denuncia inacção dos dirigentes mundiais

Greta Thunbert na COP 25 em Madrid, 11 Dezembro 2019.
Greta Thunbert na COP 25 em Madrid, 11 Dezembro 2019. SilviaCeli/RFI

A jovem sueca Greta Thunberg falou esta manhã em Davos, no Fórum Económico Mundial, a líder ambientalista voltou a denunciar a inacção dos dirigentes mundiais para por cobro a uma situação do planeta que considera desesperada.

Publicidade

Por seu lado, a jovem sueca de 16 anos Greta Thunberg falou na manhã desta terça-feira (21/01) em Davos e voltou a denunciar a inacção dos dirigentes mundiais, e sobretudo do mundo dos negócios, para por cobro à urgência climática.

Greta Thuhnberg, que pelo segundo ano consecutivo participou no Fórum de Davos, falou cerca de uma hora depois do Presidente Donald Trump, que apelidou os activistas que defendem o planeta de "profetas da desgraça" e elogiou sobretudo o seu legado económico.

"Pode parecer que estamos a pedir demasiado e obviamente que podereis dizer que somos ingénuos.

Mas este é só mesmo o mínimo esforço necessário para arrancar com uma transição rápida que seja sustentável.

Ou seja ou vós o fazeis, ou tereis que explicar aos vossos filhos porque é que estão a desistir da meta de reduzir o aquecimento do planeta a 1,5 graus centígrados...estariam a desistir sem mesmo o ter tentado !

Estou aqui para vos dizer que, contrariamente a vós, a minha geração não vai desistir sem lutar. Os povos não vão desistir, vós estais a desistir.

A nossa casa comum continua a arder. A vossa inacção está a propagar as labaredas a cada hora que passa.

E estamos a dizer-vos para agirem partindo do princípio que haverieis de amar os vossos filhos acima de tudo o mais."

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.