Acesso ao principal conteúdo
Política/Estados Unidos

Bernie Sanders vence primárias no Nevada e consolida posição para investidura democrata

Bernie Sanders  durante um comício em San Antonio(Texas) no momento em que ele era informado sobre a sua vitória nas primárias democratas do Nevada. 22 de Fevereiro de 2020
Bernie Sanders durante um comício em San Antonio(Texas) no momento em que ele era informado sobre a sua vitória nas primárias democratas do Nevada. 22 de Fevereiro de 2020 REUTERS/Callaghan O'hare

Bernie Sanders venceu a terceira etapa das primárias democratas decorrida sábado à noite no estado de Nevada. Com esta sua nova vitória, depois de Hampshire, o senador democrata do Vermont consolida a sua posição na corrida à investidura do Partido Democrata para enfrentar na eleição americana, a 3 de Novembro, o Presidente cessante Donald Trump que tenta uma reeleição.

Publicidade

Segundo os analistas, a vitória de Bernie Sanders em Nevada é um teste importante para o reforço da posição do senador democrata do Vermont, porque é o primeiro estado com um eleitorado diverso a pesar na corrida à eleição presidencial de 3 de Novembro de 2020.

O triunfo de Sanders significa igualmente que ele expandiu a sua base eleitoral.

Bernie Sanders beneficia, de agora em diante, do apoio de eleitores situando-se  além da esquerda, que constituía tradicionalmente o núcleo duro de apoio de Sanders.

De acordo com os analistas, este último facto refuta o argumento da ala direita do Partido Democrata, segundo o qual Sanders não seria capaz de tecer um elo entre os progressistas e os centristas.

Bernie Sanders afirmou depois da sua vitória que a sua coligação multi-geracional e multi-étnica, que venceu no estado de Nevada, vai varrer o país inteiro.

Segundo ainda os analistas, as medidas progressistas propostas por Sanders, designadamente em matéria de saúde para todos, de maior fiscalidade para os ricos e empresas, bem como o aumento do salário mínimo, têm obtido uma reacção positiva por parte de milhões de americanos.

As estimativas em 23% das mesas de voto do estado de Nevada apontaram para 46% das intenções de voto a favor de Bernie Sanders.

O ex-vice presidente Joe Biden, tido como um dos pesos pesados das primárias democratas posicionou-se em segundo lugar com 19% e o jovem Pete Buttigieg, vencedor no Iowa,terminou no terceiro lugar com 15%.

As senadoras Elizabeth Warren e Amy Klobuchar obtiveram respectivamente dez e quatro por cento dos votos .

Depois do Nevada as primárias democratas farão escala no dia 29 de Fevereiro na Carolina do Sul e a 3 de Março terá lugar o SuperTuesday (Super Terça-feira), no decurso da qual votarão 14 estados, entre os quais o Texas.

No Estado da Carolina do Sul, onde o eleitorado é de maioria africana-americana, o ex-vice presidente Joe Biden lidera nas intenções de voto.

À medida que o calendário das primárias democratas avança, as posições dos principais candidatos à investidura do partido são redifinidas no plano nacional.

Entre a Carolina do Sul e a Super Terça-feira, alguns candidatos poderiam desistir da corrida, perante as suas fracas hipóteses de triunfo.
Bernie Sanders lidera no plano nacional com 28% das intenções de voto, secundado por Joe Biden com 17% .

O multimilionário e ex-edil de Nova Iorque Michael Bloomberg está na terceira posição com 13% dos votos.
 

                            

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.