Acesso ao principal conteúdo
França/Itália

Cimeira franco-italiana com em pano de fundo crise de Covid-19

Presidente Emmanuel Macron com o Primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte, em Nápoles. 27 02 2020
Presidente Emmanuel Macron com o Primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte, em Nápoles. 27 02 2020 Geert Vanden Wijngaert/Pool via Reuters

O Primeiro-ministro italiano,Giuseppe Conte acolheu na tarde de quinta-feira, em Nápoles, o Presidente da França, Emmanuel Macron para a trigésima quinta cimeira franco-italiana, que tem como objectivo relançar a cooperação bilateral entre Roma e Paris. Com em pano de fundo a crise do Covid-19 que afecta a Itália, o chefe de Estado francês chegou a cidade de Nápoles acompanhado por uma delegação de onze ministros para a cimeira,que visa reforçar os laços entre os dois países co-fundadores  do Mercado Comum, precursor da CEE (Comunidade Económica Europeia) e da actual União Europeia.             

Publicidade

Em Nápoles, o Presidente Emmanuel Macron exortou os seus parceiros italianos e europeus a cooperar, na luta contra a epidemia do Covid-19, que tem afectado particularmente a Itália.

O chefe de Estado francês sublinhou que era importante manter a organização da cimeira franco-italiana, não obstante a crise do novo coronavírus, que também já atingiu a França.

Emmanuel Macron realçou a necessidade de os países da União Europeia coordenarem os seus esforços, no  combate ao referido vírus, tendo lembrado que, um dia antes, os ministros da Saúde, reuniram-se em Roma para definir uma estratégia comum.  

Não teve lugar nenhuma cimeira  franco-italiana, desde a organizada no final de 2017 em Lyon, o que, segundo observadores, confirma a tensão, que marcou  as relações entre as autoridades de Paris e Roma nos últimos dois anos, exacerbada pela postura do antigo ministro do Interior e líder da extrema-direita italiana, Matteo  Salvini.

Durante o conturbado período a França chegou a efectuar a chamada do seu embaixador em Roma,no auge de uma guerra de palavras entre Paris e Roma, marcada por divergências sobre as questões migratórias.

No âmbito desta curta cimeira, a França e a Itália assinaram um acordo  para apoiar a  empresa naval franco-italiana Naviris, bem  como discutiram sobre a construção da linha férrea de alta velocidade Lyon-Turim e da futura aliança entre os grupos automóveis PSA e Fiat-Chrysler.                        

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.