Acesso ao principal conteúdo

Emmanuel Macron recebe a paquistanesa cristã Asia Bibi

Asia Bibi, camponesa cristã do leste do Paquistão, que escapou a uma condenação à morte depois de mais de oito anos na prisão.
Asia Bibi, camponesa cristã do leste do Paquistão, que escapou a uma condenação à morte depois de mais de oito anos na prisão. AFP

O Presidente francês Emmanuel Macron recebe hoje Asia Bibi, camponesa cristã do Paquistão de 48 anos que, após 8 anos na prisão e uma condenação à morte por blasfémia, foi ilibada em 2018, o que gerou movimentos de protestos violentos por parte dos islamistas radicais do seu país. Forçada ao exílio, ela vive actualmente com o marido e as duas filhas no Canadá, num lugar mantido secreto para a sua protecção. Asia Bibi pretende pedir ao Presidente Macron o asilo em França para si e a sua família.

Publicidade

O "Caso Asia Bibi" tornou-se no Paquistão um símbolo dos abusos judiciários onde a acusação de blasfémia contra o profeta Maomé, levada a sério neste país onde o islamismo radical está muito presente, é frequentemente usada para vinganças pessoais ou conflitos de vizinhança. Dada a forte pressão que pesa sobre os juízes nesses casos, perante as ameaças de represálias, não é raro acabarem por pronunciar condenações.

Quando foi condenada à morte em 2010, Asia Bibi, camponesa cristã analfabeta do leste do Paquistão, tinha apenas cometido o erro de querer beber um copo de água de um poço reservado aos muçulmanos da sua aldeia. Seguiu-se uma discussão com aldeãs que resultou na sua detenção.

Passados mais de oito anos, após o seu caso ter sido mediatizado ao ponto de ter sensibilizado os Papas Bento XVI e Francisco ou ainda aqui em França, Anne Hidalgo, Presidente da Câmara de Paris, Asia Bibi foi ilibada em 2018, um veredicto confirmado em Janeiro de 2019.

A liberdade contudo não lhe garantiu a vida a salvo no seu país. O partido islamista radical Tehreek-e-Labaik apelou à violência e inclusivamente a motins no seio do exército, colocando em risco a própria estabilidade do país. Milhares de extremistas foram detidos e mais de 80 foram condenados a 55 anos de prisão.

Desde Maio de 2019, ela vive com a família no Canadá num lugar mantido secreto, uma vez que ela continua a ser alvo de ameaças de morte. Feita na passada terça-feira cidadã de honra de Paris pela autarca Anne Hidalgo, Asia Bibi é recebida hoje pelo Presidente Macron para pedir-lhe o estatuto de refugiada em França, este país tendo-se mostrado disposto a acolhê-la no passado.

De acordo com dados oficiais, no ano passado foram registados em França um pouco mais de 132 mil pedidos de asilo, cerca de 36 mil tendo recebido resposta positiva por parte das autoridades.

Mais pormenores aqui.

Emmanuel Macron recebe a paquistanesa cristã Asia Bibi




 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.