Acesso ao principal conteúdo
Estados Unidos

Nova Iorque, a bela adormecida, bate recordes de Covid-19

Bombeiro nova-iorquino num hospital da zona de Queens transporta doente suspeito de Covid-19 a 6 de Abril de 2020.
Bombeiro nova-iorquino num hospital da zona de Queens transporta doente suspeito de Covid-19 a 6 de Abril de 2020. REUTERS - EDUARDO MUNOZ

Apesar de contar com apenas 6% da população norte-americana Nova Iorque contabiliza um terço dos casos de Covid-19. As medidas de confirnamento foram prolongadas até 29 de Abril. Os hospitais debatem-se com falta de camas:140.000 seriam precisas quando de momento apenas existem 53.000..

Publicidade

Faltam também ventiladores. New York tem um stock de 10.000, mas precisaria de pelo menos outros 30.000, mas as autoridades federais enviaram apenas 400.

Dentro de uma semana poderia estar encerrada a construção de um hospital de campanha que é suposto tentar aliviar este contexto.

As cifras avançadas nesta terça-feira pelas autoridades dão conta de um agravamento da situação com 25.000 casos de novo coronavírus e 210 mortos.

De 3 em 3 dias os números estariam a dobrar, não obstante as medidas de isolamento decretadas.

O pico da epidemia poderia ser atingido apenas dentro de duas ou três semanas.

A "cidade que nunca dorme" imortalizada pela voz de Franck Sinatra parece agora bem adormecida e remetida ao vazio e ao silêncio.

As pessoas estão instadas a ficar em casa e a sair exclusivamente em caso de extrema necessidade.

José Luís Rocha é embaixador de Cabo Verde junto da Organização das Nações Unidas em Nova Iorque, em entrevista à rfi ele descreveu o ambiente que ali se vive.

Fechado em casa há cerca de três semanas, é do seu domicílio que ele continua a trabalhar e a observar o "cenário de ficção" sem precedentes com que se debate a metrópole norte-americana.

Aplicações de telemóveis e meios de comunicação social difundem junto da população os conselhos a adoptar, incluindo a utilização de luvas e máscara em caso de saídas, um acompanhamento que, segundo o diplomata cabo-verdiano, gera preocupação e ansiedade.

Rocha elogiou a gestão do processo pelo secretário-geral da ONU, António Guterres que, entre outras medidas, preconizou a adopção de um cessar-fogo à escala mundial neste contexto de pandemia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.