Acesso ao principal conteúdo
Desporto

Allef: «Medo cresce na Rússia e futebol passou ao 2° plano»

Áudio 07:01
Allef, avançado brasileiro do Baltika Kaliningrad.
Allef, avançado brasileiro do Baltika Kaliningrad. © Cortesia Allef

O futebol retomou na Alemanha durante o fim-de-semana com restrições em torno dos contactos entre os jogadores, bem como a limitação do número de pessoas presentes nos estádios, entre outras medidas para a realização destes jogos à porta fechada.

Publicidade

Portugal, a Áustria, a Turquia, a Sérvia e a Rússia vão tentar retomar as respectivas temporadas 2019/2020, enquanto Itália, Inglaterra e Espanha esperam encontrar uma solução para terminar as épocas.

O caso é um pouco mais particular em território russo. A pandemia de Covid-19 está em plena expansão e a retoma parece por enquanto uma ilusão.

A Rússia conta com mais de 280 mil pessoas infectadas, sendo a segunda nação no mundo com o maior número de casos, e aproxima-se das 3 mil mortes.

 

Allef, avançado brasileiro do Baltika Kaliningrad.
Allef, avançado brasileiro do Baltika Kaliningrad. © Cortesia Allef

 

Allef, avançado brasileiro do Baltika Kaliningrad, contou-nos como tem vivido a situação em território russo, afirmando que o medo vai crescendo. Quanto ao futebol, Allef admitiu que passou ao segundo plano, frisando que o mais importante é a saúde.

 

DESPORTO 18-05-2020 MM

 

De notar que Allef de Andrade Rodrigues, avançado brasileiro do Baltika Kaliningrad, clube que milita na segunda divisão e cujo campeonato foi esse dado por terminado pelas autoridades, já representou o Vitória de Setúbal, o Mafra, o Real Sport Clube e o 1° de Dezembro em Portugal.

Allef, avançado brasileiro do Baltika Kaliningrad.
Allef, avançado brasileiro do Baltika Kaliningrad. © Cortesia Allef

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.