Acesso ao principal conteúdo
Africa

Ex-pastor da IURD regressa a São Tomé

Antigo pastor preso na Costa do Marfim regresa a São Tomé
Antigo pastor preso na Costa do Marfim regresa a São Tomé Wikipédia

O ex- pastor santomense  da IURD  já  está  em  São  Tomé . Não  foram  divulgados  à  imprensa  os  reais motivos  da  sua  detenção  e condenação  na  Costa  do  Marfim, mas suspeita-se de difamação da igreja. 

Publicidade

Iudmilo Veloso, antigo pastor da Igraja Universal do Reino de Deus (IURD), que se encontrava preso na Costa do Marfim, está já em São Tomé. Chegou este domingo depois de vários esforços diplomáticos para a sua libertação e regresso à terra Natal.

Uidumilo Veloso regressou ao país de origem acompanhado da embaixadora de São Tomé e Príncipe em Libreville, Elisa Correia, mas não falou aos jornalistas, disse que não estava ainda "em condições físicas e psicológicas para falar", mas prometeu vir a "contar muita coisa".

Uidumilo Veloso encontra-se há cerca de 14 anos ao serviço da IURD na Costa do Marfim e foi condenado a um ano de prisão no país e, apesar de ainda não serem conhecidos os motivos, suspeita-se que a difamação  da  célula  da igreja  universal no país seja a causa.

O antigo pastor foi preso em setembro passado e ainda condenado ao pagamento de uma multa de 500 mil Francos CFA (cerca de 760 euros), depois de uma queixa feita pela própria congregação religiosa, que o acusou de injúria e difamação através de um perfil falso criado na rede social Facebock. A sua mulher, grávida, foi na altura deportada para São Tomé.

A prisão, na Costa do Marfim, do ex-pastor da IURD provocou uma onda de protesto em São Tomé, tendo manifestantes vandalizado várias igrejas desta congregação.

A violência das manifestações foi tal que um adolescente de 14 anos de idade perdeu a vida , em outubro, devido a uma bala disparada por um agente da polícia, durante uma tentativa de assalto à catedral da IURD na capital do país.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.