Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

Reabilitação da orla marítima em S. Tomé com investimentos europeus

Primeiro ministro de S. Tomé e Príncipe, Jorge Bom Jesus
Primeiro ministro de S. Tomé e Príncipe, Jorge Bom Jesus Facebook MLSTP PSD

No arquipélago santomense, a Baía de Ana Chaves, vai ser requalificada, com o financiamento do governo da Holanda e do Banco europeu de investimento. Um projecto orçado em 25 milhões de euros cuja primeira pedra foi lançada hoje em S. Tomé e Príncipe, pelo primeiro ministro. 

Publicidade

A protecção costeira da marginal da cidade de São Tomé contra a erosão, vai ser uma realidade no próximo ano.

25 milhões de euros é o montante orçado para a reabilitação da orla marítima da Baía de Ana Chaves na ilha de S. Tomé.

O projecto é cofinanciado pela Holanda e o Banco europeu de investimento.

Esta terça-feira foi lançada a primeira pedra para a reabilitação da marginal.

O chefe do executivo santomense, Jorge Bom Jesus, referiu que é um projecto ambicioso que vai dar outra dimensão à Marginal da ilha de S. Tomé. 

"Já existe financiamento para a reabilitação e contenção da orla costeira com um orçamento acima de 25 milhões de euros. Financiamento da Hollanda e doBanco europeu de investimentos", declarou Jorge Bom Jesus. 

Numa altura em que o turismo vem crescendo, o país tem uma forte aposta na reabilitação das suas infraestruturas. 

De S. Tomé e Príncipe, o nosso correspondente, Maximino Carlos. 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.