Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

Sismo gerou “algum pânico” na Ilha do Príncipe

Porto de Santo António, ilha do Príncipe. Imagem de arquivo.
Porto de Santo António, ilha do Príncipe. Imagem de arquivo. Maique Madeira / AFP

Um sismo de magnitude 5,5 na escala de Richter, na tarde desta quinta-feira, no Príncipe, gerou “algum pânico numa “grande parte” dos habitantes da cidade de Santo António que passaram a noite num ponto mais alto da ilha com medo de um tsunami.

Publicidade

O sismo de magnitude 5,5 na escala de Richter foi sentido na ilha do Príncipe, em São Tomé e Príncipe, pelas 15h25 locais. De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos, o epicentro foi a 90 quilómetros a leste da ilha e teria uma profundidade de 10 quilómetros.

O abalo não provocou vítimas nem danos materiais mas gerou um grande susto que levou uma “grande parte” dos habitantes da cidade de Santo António a passarem a noite num ponto mais alto da ilha com medo de um tsunami, de acordo com Silvestre Umbelino, engenheiro agrónomo e professor de física, que decidiu permanecer em sua casa.

Mesmo os meus avós, nunca ouvi falar que houve um sismo na ilha do Príncipe. A população foi apanhada de surpresa e isso causou algum pânico. As pessoas ouviram alguém que disse que ia haver um tsunami. Nessa hora do dia as pessoas resolveram dirigir-se a uma zona mais alta da ilha do Príncipe e muitos indivíduos que vivem na cidade de Santo António – que é uma zona plana, muito perto da nossa praia e com uma altura de menos de um metro de nível das águas do mar –  as pessoas ficaram preocupadas e muitas delas, uma grande parte, resolveram ir para uma zona mais alta e passaram lá toda a noite”, contou.

Esta manhã, “as pessoas regressaram à cidade de Santo António”, mas estão preocupadas com a eventualidade de réplicas.

O governo deve começar a tomar alguma posição no sentido de informar as pessoas para que numa próxima não haja todo esse pânico e criar algumas medidas de segurança. O mais importante era informar as pessoas para que na próxima não estejam numa situação de pânico e saberem concretamente o que devem fazer”, concluiu.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.