Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

Partidos da maioria contra destituição de Delfim Neves

Parlamento são-tomense
Parlamento são-tomense Liliana Henriques / RFI

Os partidos da nova maioria no Parlamento são-tomense rejeitaram, esta sexta-feira, o pedido de um grupo de deputados da ADI, na oposição, para a destituição de Delfim Neves da presidência da Assembleia Nacional.

Publicidade

Os partidos da nova maioria no Parlamento de São Tomé e Príncipe defenderam, esta sexta-feira, Delfim Neves contra a tentativa do ADI, na oposição, de o destituir do cargo de Presidente da Assembleia Nacional.

Os subscritores da iniciativa do ADI evocam usurpação de poderes e má gestão, um facto rejeitado por Delfim Neves que sustenta a sua argumentação com o último relatório do Tribunal de Contas sobre a Assembleia Nacional e também outros aspectos evocados pelo Conselho de Administração do referido órgão legislativo.

Arlindo Carvalho, do PCD, uma das forças que sustenta politicamente a nova maioria governativa, disse que a oposição pretende minar a coesão da nova maioria. “Todos temos a certeza que o Presidente da Assembleia Nacional não fez nada do que é acusado. Desafiamos os senhores deputados a apresentar quaisquer provas de má gestão”, afirmou.

O MLSTP-PSD, a maior força política da coligação no poder, apelou para a união e coesão em prol do desenvolvimento do país.

Ainda esta sexta-feira, os deputados aprovaram o acordo de cooperação policial com Portugal, assinado há 30 anos, e a lei de exploração de inertes no país.

Reportagem de Maximino Carlos

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.