Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

Covid-19: Quebra do turismo provoca estragos em São Tomé e Príncipe

Aeroporto internacional de São Tomé.
Aeroporto internacional de São Tomé. © Miguel Martins/RFI

Os operadores turísticos são-tomenses estão apreensivos com a pandemia do Covid-19. Com a proibição de aterragens no aeroporto de São Tomé e do Príncipe, a entrada de turistas diminuiu e, consequentemente, também as receitas provenientes do negócio do turismo.

Publicidade

Algumas unidades hoteleiras estão a encerrar as portas e vários operadores turísticos equacionam despedir ou suspender os seus trabalhadores segundo Hamilton Cruz, Presidente da Associação dos operadores turísticos.

O Governo está receptivo aos problemas enfrentados pelos operadores turísticos face ao Covid-19 e promete dar o tratamento mais adequado aos problemas apresentados como esclarece Hamilton Cruz.

Entretanto esta sexta-feira os estabelecimentos escolares públicos e privados encerraram as suas portas até novas decisões.

O Ministério da educação adoptou alguns mecanismos para que os educadores e educandos não se desliguem das suas obrigações como esclarece o inspector do ministério da educação, Ivo Nascimento.

Confira aqui a reportagem do nosso correspondente, Maximino Carlos.

Correspondência de São Tomé e Príncipe 20/3/2020

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.