Acesso ao principal conteúdo
SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Êxodo rural gera preocupação em São Tomé e Príncipe

Mirian Barroso Daio, comissária-geral do pavilhão são-tomense na Expo Milão 2015
Mirian Barroso Daio, comissária-geral do pavilhão são-tomense na Expo Milão 2015 RFI/Miguel Martins

São Tomé e Príncipe quer passar de produtor de cacau a produtor de chocolate. O arquipélago equatorial continua a apostar na matéria-prima que é o cacau, principal produto de exportação. Todavia o êxodo rural está a privar o campo de boa parte da mão de obra agrícola.

Publicidade

Mirian Barroso Daio, comissária-geral do pavilhão são-tomense na Exposição Universal de Milão, sob o tema cacau e cultura feliz, admite a sua preocupação com o fenómeno do êxodo rural.

A também directora geral do turismo são-tomense refere que a política estatal de recuperação das roças e de redinamização da produção agrícola poderá permitir minorar o problema.

 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.