Acesso ao principal conteúdo
SÃO TOMÉ E PRINCIPE

Retoma das negociações sobre a educação em São Tomé e Príncipe

Primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, chefia as negociações
Primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, chefia as negociações Miguel Martins/RFI

O governo santomense e o sindicato dos professores e educadores, retomaram esta segunda feira as negociações visando uma solução à greve iniciada a 26 de janeiro findo.

Publicidade

O pomo da discussão gira à volta da melhoria da situação sócio-económica dos docentes e a sua dignificação.

O primeiro -ministro santomense, disse que o governo continua aberto as negociações, mas apontou a actual situação económica e financeira do país que não dá muita margem de manobra ao executivo para eventuais aumentos exigidos pelo sindicato.

Patrice Trovoada referiu que é preciso ter em conta o “ interesse da economia nacional”, aludindo aos compromissos com as instituições financeiras internacionais como FMI e o BM.

O sindicato admite flexibilizar nalgumas das suas exigências levando a crer que as partes cheguem a um entendimento para a solução da greve.

Confira aqui a crónica audio de Maximino Carlos em São Tomé

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.