Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

Queixa contra deputados já chegou à justiça

O parlamento de São Tomé e Príncipe
O parlamento de São Tomé e Príncipe DR

O assessor do presidente da Assembleia Nacional de São Tomé e Príncipe, Sualis Dendê, disse hoje que a queixa-crime contra os dois deputados do MLSTP-PSD acusados de falsificação de documentos já deu entrada no Ministério Público e escusou-se a dar mais informação sobre o assunto.

Publicidade

O processo-crime contra os dois deputados do MLSTP-PSD acusados de falsificação de documentos já deu entrada no Ministério Público. A informação foi confirmada pelo assessor do presidente da Assembleia Nacional de São Tomé e Príncipe, Sualis Dendê, que se escusou a dar mais informações sobre o assunto. "Verificou-se uma irregularidade e o processo está neste momento entregue ao Ministério Público. Nós estamos a aguardar a resolução do caso", afirmou.

O presidente da Assembleia Nacional, José Diogo, avançou com uma queixa-crime contra os deputados do MLSTP-PSD, Jorge Amado e Hélder Neves, onde estes são acusados de ter falsificado a idade do filho de Hélder Neves para que este pudesse beneficiar do passaporte diplomático. Uma situação "ilícita e ilegal" para José Diogo que decidiu avançar com o caso para a justiça.

Ontem, em declarações à RFI o líder da bancada parlamentar do MLSTP-PSD, Jorge Amado, confirmou o pedido do deputado Hélder Neves: " o deputado fez o pedido do passaporte diplomático para o seu filho que apanhou uma vaga em Portugal".

O líder da bancada parlamentar do MLSTP-PSD refere que teve conhecimento da situação da falsificação da idade através da comunicação social e lembra que a sua função é receber o pedido dos deputados e em seguida encaminhá-lo para a Assembleia Nacional. " O serviço da Assembleia Nacional é que deve verificar essa informação. Eu não tenho em meu poder a ficha de todos os deputados para verificar qual a idade dos familiares", acrescenta.

Em resposta às acusações de que está a ser alvo, Jorge Amado apresentou uma queixa-crime contra o presidente da Assembleia Nacional por injúria e difamação.

Oiça aqui a entrevista a Sualis Dendê

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.