Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

Governo são-tomense tenta relançar emprego para os jovens

Patrice Trovoada, Primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe.
Patrice Trovoada, Primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe. MONEY SHARMA / AFP

Em São Tomé e Príncipe a actualidade é marcada pela adopção da estratégia do emprego para os jovens, uma estratégia para o horizonte 2022 e que contém os principais eixos da política juvenil.

Publicidade

Dois terços da população são-tomense é jovem e tem menos de 35 anos. E no leque desta faixa 35% tem mais de 14 anos. Daí que o governo pretende inverter a actual tendência do emprego juvenil, ao elaborar a estratégia com o apoio do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD).

Alda Daio, coordenadora do projecto de apoio à gestão económica e financeira, adstrito ao BAD, considera oportuna a estratégia de emprego.

Com esta estratégia nos próximos quatro anos, pretende-se dinamizar o emprego jovem e melhorar o crescimento da economia com uma tónica na implementação de empreendedorismo.

A estratégia assenta no trabalho digno e na formação segundo o consultor Avelino Lopes de nacionalidade cabo-verdiana. Melhor coordenação no sector de emprego e nos centros de formação, constituem outros objectivos da estratégia.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Maximino Carlos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.