Acesso ao principal conteúdo
S. Tomé e Príncipe

Novos desafios da defesa e segurança para exército santomense

Evaristo de Carvalho, Presidente de São Tomé e Príncipe, pede adequação do exército a novos paradigmas da defesa e segurança
Evaristo de Carvalho, Presidente de São Tomé e Príncipe, pede adequação do exército a novos paradigmas da defesa e segurança RFI/Liliana Henriques

O Presidente de S. Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, alertou esta quinta-feira as Forças Armadas do país, para os novos desafios nos domínios da defesa e segurança. Assinalando o quadragésimo terceiro aniversário da instituição militar, defendeu uma adequação entre o exército e os novos paradigmas globais da defesa e segurança. 

Publicidade

As Forças Armadas  de  São  Tomé  e Príncipe, contam  a  partir  desta  quinta-feira  com  391 novos  militares    que  juraram  defender  a  pátria, a  constituição  e  as  leis  da  República.  No leque dos  novos incorporados, constam sete  mulheres.

Numa  cerimónia realizada  no  quartel  general  das  forças  armadas na  cidade  de São  Tomé,  para a  qual  afluíram centenas de  populares, o  Presidente da República  e  Comandante Supremo  das  Forças  Armadas, alertou  para  os  novos  desafios  que  virão, face  à  alteração  do contexto  da defesa  e  segurança  nacionais.

Depois  de  salientar  a  posição  geoestratégica  de São  Tomé  e  Príncipe  e  a  sua extensa  Zona  Económica  e  Exclusiva, rica  em  recursos deveras  cobiçado, Evaristo  Carvalho, apelou  para  o  importante  papel da  guarda  costeira  na  defesa  da  integridade nacional.

Os  militares  que  juraram bandeira esta  quinta-feira tiveram  45 dias  de  preparação  cívica  e  combativa.

Maximino  Carlos, correspondente, em S.Tomé e Príncipe.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.